Anglo Leonardo da Vinci prioriza o aprendizado lúdico no 1º ano

Brincar estimula a vontade de descobrir, conviver e aprender

 

“No 1º ano, meu filho vai parar de brincar?”. Esta é uma dúvida recorrente das famílias que procuram o Anglo Leonardo da Vinci. A criança necessita expressar tudo o que vê e vive e faz isso desenhando, cantando e, principalmente, brincando. Por isso, a equipe pedagógica tem sido primorosa em suas ações. Aqui, o ensino acontece de forma lúdica, leve e divertida.

Segundo a coordenadora Bia, do Ensino Fundamental 1 e 2, ao brincar, o aluno adquire flexibilidade, vontade de experimentar novos caminhos, confiança. Ele se comunica, raciocina, descobre, aprende a persistir, a perseverar e a conviver.

“Brincar é tão sério para a criança como trabalhar é para o adulto. Ela vivencia leis e regras, experimenta sensações, se defronta com desafios e problemas. Busca soluções e obtém informações e respostas. Por isso, valorizamos o brincar e exploramos todo o seu potencial”, explica.

A professora Sonia acrescenta que as brincadeiras possuem intencionalidade. É onde se observa e estimula a socialização, e os professores acompanham as reações dos pequenos diante de cada novidade.  “Cada um aprende no seu ritmo, conquistando autonomia e confiança”, explica.

Durante o ano, diversas atividades fomentam a vontade de explorar e de investigar. Pesquisas dentro e fora da escola instigam a curiosidade. O Primeiro Ano é envolvido em muitos jogos, vê filmes e desenhos que complementam os conteúdos.

Os trabalhos de campo (saídas culturais) e muitas leituras também contribuem para o desenvolvimento das crianças.  As aulas de artes são estratégicas e fundamentais para trabalhar a expressão em diversas formas (sensoriais e simbólicas).

O que muda, afinal, no primeiro ano? “Aos poucos, os alunos desenvolvem o hábito de ficar sentado, de prestar atenção, de fazer mais perguntas. Eles têm algumas regras e entendem quais são suas responsabilidades”, ressalta a professora.

A coordenação e os professores do Anglo Leonardo da Vinci estão sempre afinados e acompanham muito de perto a transição para o Primeiro Ano. “Oferecemos um espaço investigativo, no qual a criança avalia os resultados de sua ação, formula hipóteses, compara resultados. Portanto, nossas atividades enriquecem suas experiências e dão um significado real para a vida dela, o que fará toda a diferença nos anos seguintes”, finaliza a coordenadora Bia.